Organização da Cúpula dos Povos recebe inscrições

A organização da Cúpula dos Povos, evento que ocorre de forma paralela à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), divulgou nesta terça-feira o número de entidades inscritas para as principais atividades que ocorrerão no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, entre os dias 15 e 23 de junho. Foram 1.230 inscrições, sendo 1.011 para as Atividades Autogestionadas de Articulação e 219 para apresentações nos Territórios do Futuro.

HELOISA ARUTH STURM, Agência Estado

08 Maio 2012 | 19h28

O número de inscritos superou a expectativa inicial dos organizadores do evento que terá como protagonistas as ONGs e os movimentos sociais de todo o mundo. "A sociedade está observando que o espaço verdadeiro da sociedade civil é a Cúpula dos Povos", disse Carlos Henrique Painel, um dos organizadores.

As atividades autogestionadas envolvem a realização de seminários, debates, palestras e encontros sobre meio ambiente e sociedade. Além das que serão realizadas no idioma português (681), as atividades inscritas têm previsão de serem feitas ainda em inglês (187), espanhol (99) e francês (44). Nos Territórios do Futuro, onde serão mostradas as práticas de sucesso na área do desenvolvimento sustentável, ocorrerão 171 atividades em português, 28 em inglês, 13 em espanhol e sete em francês. A organização está fazendo um levantamento mais detalhado sobre as ONGs e o países participantes.

Como não haverá processo de seleção, algumas propostas com abordagens semelhantes poderão ser fundidas para garantir que todos tenham espaço para se apresentar. "Vamos propor convergências entre algumas atividades, mas a ideia é garantir para que todas elas aconteçam na cúpula", afirmou Painel. Podem ser usados também espaços adicionais, fora do Aterro, para as atividades. Entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) podem ceder parte de suas instalações, no centro da cidade, para o evento.

As inscrições para as atividades culturais e de mídia livre ainda estão abertas, e podem ser feitas até o dia 22 de maio. Também conectadas à temática principal do evento, as atividades culturais serão realizadas por meio de shows, teatro, exposições, danças, circo, mostras de vídeo, performances e demonstrações de culturas tradicionais. As atividades de mídia livre incluem a realização de oficinas, workshops, debates e palestras, e devem ocorrer no Laboratório de Comunicação Compartilhada, disponível durante a Cúpula dos Povos no Aterro do Flamengo. Mais informações podem ser obtidas no site cupuladospovos.org.br.

Mais conteúdo sobre:
Rio+20cúpula dos povos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.