Organização de segurança europeia diz que rebeldes ucranianos impediram sua entrada em Debaltseve

Rebeldes no leste da Ucrânia recusaram-se a permitir que os monitores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa(OSCE, na sigla em inglês) de chegarem à cidade cercada de Debaltseve depois que um cessar-fogo entrou em vigor no domingo, disse o chefe da missão da OSCE.

REUTERS

15 Fevereiro 2015 | 11h44

Os rebeldes disseram que o cessar-fogo não se aplica a Debaltseve, cena dos piores combates nas últimas semanas.

O chefe da missão da OSCE Ertugrul Apakan disse em uma entrevista que a trégua que começou à meia-noite estava sendo em grande parte respeitada em toda a Ucrânia oriental. Mas ele disse que Debaltseve e o reduto rebelde de Luhansk foram exceções onde tiroteios continuam.

(Reportagem de Alessandra Prentice)

Mais conteúdo sobre:
MUNDO OSCE UCRANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.