Organizadores se surpreendem com passeio do papa

Os organizadores responsáveis pela organização do trânsito e da segurança nas ruas da cidade durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) surpreenderam-se com a inclusão de um passeio do papa Francisco pelo centro. Este roteiro não fazia parte da agenda oficial do Vaticano enviada às autoridades brasileiras.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

20 de julho de 2013 | 13h21

A nota distribuída pela Secretaria de Transportes da Prefeitura do Rio que divulgou o roteiro do papa no centro no fim na tarde deste sábado, informava que "foi incluída na programação oficial um percurso de carro aberto". A mensagem divulgada por e-mail para os meios de comunicação tinha como assunto a "alteração na programação do papa Francisco".

A agenda oficial do papa, que está no site do Vaticano não menciona qualquer roteiro de papamóvel. As informações sobre esses trajetos sempre foram extraoficiais. Tanto que, na terça-feira, 16, a prefeitura fez ampla divulgação do esquema de trânsito durante os dias dos grandes eventos da Jornada (23, 25, 26, 27 e 28 de julho) e não mencionou fechamentos de ruas para passagem do carro especial do papa.

Na quinta-feira, 18, os responsáveis pelo esquema de trânsito foram informados de que seria incluído um novo trajeto no programa, mas somente na tarde deste sábado foi fechado o novo roteiro. A primeira versão da agenda, divulgada pelo Vaticano em 7 de maio, chegou a informar que o papa iria da Base Aérea do Galeão (Ilha do Governador, zona norte) até o Palácio Guanabara (sede do governo estadual, em Laranjeiras, zona sul) de papamóvel.

Naquele mesmo dia, a Arquidiocese e a prefeitura esclareceram que o trajeto de papamóvel seria bem menor, entre o 3º Comando Aéreo Regional (centro) ou entre o Palácio São Joaquim (Glória, zona sul) e o Guanabara.

Por causa dos recentes protestos contra o governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), a ideia de o papa chegar de papamóvel ao palácio foi revista. As versões seguintes do roteiro deixaram de falar em passeios de papamóvel e não mencionam nem os trajetos conhecidos, na Praia de Copacabana (zona sul) e em Guaratiba (zona oeste).

Os passeios de Francisco fora de Copacabana e Guaratiba continuam incertos. Informações extraoficiais são de que ele chegará no carro especial ao Hospital São Francisco (Tijuca, zona norte) , na quarta-feira, 24), ao Palácio da Cidade (dia 25) e ao Theatro Municipal (dia 27).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.