Divulgação
Divulgação

Orlando de A a Z

Em julho, brasileiros invadem Orlando de olho no encanto da Disney, nas montanhas-russas radicais, na simpatia dos golfinhos. E nas compras, é claro

Bruna Tiussu /ORLANDO ,

24 de maio de 2011 | 06h00

Desbravar os corredores sombrios de Hogwarts a bordo de uma vassoura mágica, ao lado do bruxinho Harry Potter. Brincar e nadar com golfinhos. Juntar coragem para se sentir ágil como um guepardo e alcançar a velocidade de 100 quilômetros por hora em pouquíssimos segundos. Se não em Orlando, onde mais você tem a chance de viver experiências tão diversas em um único dia?

 

Os brasileiros sabem disso - tanto que ostentamos o terceiro lugar entre as nacionalidades que mais visitam Orlando, atrás dos próprios americanos e dos canadenses (leia na página 11). Também sabemos que a cidade expandiu seu público e investiu em entretenimento para todas as idades. Nos parques, personagens e efeitos especiais fazem brilhar os olhos das crianças. Mas também arrancam gargalhadas - e gritos de susto - até dos adultos, digamos, mais insensíveis.

 

Lojas de grifes do mundo todo fazem os turistas lotarem shoppings e, principalmente, outlets, com seus descontos tentadores. E para quem não acredita que é possível comer bem nos Estados Unidos, estão lá nada menos que 5.300 restaurantes para testar.

 

A lista tem ainda spas, musicais, resorts... Ufa! Organizamos um glossário para que você a planeje suas férias na temporada que está para começar e aproveite ao máximo cada atrativo de Orlando (e arredores). Uma verdadeira maratona turística - divertidíssima. Quem há de reclamar?

 

* VIAGEM A CONVITE DO SEA WORLD

 

A - Água

Se para você parque aquático significa um espaço enorme ocupado por toboáguas altíssimos, com curvas inesperadas que causam aquele friozinho na barriga, seu destino é o Aquática. Aberto em 2008, foi planejado e decorado tendo como temas principais a fauna e a flora da Austrália e da Nova Zelândia. Entre os brinquedos - há opções para todas as faixas etárias - irresistíveis piscinas com ondas, escorregadores twisters (a boia gira em torno de seu próprio eixo) e toboágua transparente que atravessa o tanque dos golfinhos - toda atenção é necessária para conseguir observar os bichinhos em alta velocidade.

 

Agora, se o objetivo for um dia tranquilão com a família e muita água ao redor, o indicado é o Discovery Cove. Como em um resort all inclusive, o ingresso diário (desde US$ 100) inclui café da manhã, bebidas (cerveja também), almoço e roupas de mergulho. Ali, você alimenta arraias (de até 1,20 metro de diâmetro!), mergulha lado a lado com espécies diversas de peixes tropicais e pode provar a experiência encantadora de nadar com golfinhos (neste caso, a entrada sai por US$ 200). Se puder, escolha o Capricórnio, um macho que, aos 40 anos, ainda mantém o espírito brincalhão.

 

B - Busch Gardens

Famoso pelas montanhas-russas radicais (leia mais na página 10), o Busch Gardens fica em Tampa, a 156 quilômetros de Orlando. Mas não é apenas a adrenalina dos loopings que faz a maioria dos turistas incluí-lo no roteiro de férias. O parque é absolutamente impecável no quesito interação com animais. Perca-se pelas ruelas do Jungala, uma espécie de aldeia, pela área batizada de Myombe Reserve e pelo Edge of Africa para se deparar com gorilas, elefantes e tigres em cópias fiéis de seus hábitats. Sem falar nos gigantes hipopótamos que nadam tranquilamente em aquários especiais.

 

O Walkabout Way, atração inaugurada em junho do ano passado, é lar de cerca de 30 walabies, marsupial semelhante ao canguru. Os mais inquietos caminham ao lado dos visitantes - estão interessados nas comidinhas que você recebe ao adentrar o local.

 

Um espaço destinado aos pequenos também foi inaugurado no ano passado, o Sesame Street Safari of Fun. O divertido playground baseia-se nas aventuras dos personagens Elmo, Garibaldo e seus amigos e conta até com uma montanha-russa infantil, a Air Grove, que aceita pequenos com no mínimo 97 centímetros de altura.

 

C - Cinderela

É dela o castelo símbolo dos parques de Walt Disney, ícone mais fotografado do Magic Kingdom. Por cerca de US$ 200, sua filha entra no salão da própria Cinderela e sai de lá com o sonho de se tornar princesa realizado - com direito a vestido, sapato, coroa, cabelo e maquiagem. A mescla entre realidade e fantasia pode ser enriquecida com o almoço encantado, na companhia das demais princesas, por desde US$ 30 (faça reserva: disneyworld.disney.go.com).

 

Para a alegria completa das meninas, Ariel e Jasmine costumam estar no Adventureland e fadas colegas da Sininho no Fairy Tale Pavilion, em Toontown. Toda cor-de-rosa, com cozinha fofa, mesa de chá e sala de desenho, a casa da Minnie também merece a visita.

 

D - Downtown Orlando

Você pode até achar que chegou em outra cidade. Parques, outlets e grandes resorts não têm vez na região central de Orlando, dominada predominantemente por prédios comerciais. É verdade que não se vê muita gente pelas ruas, fora alguns poucos engravatados. Os moradores dali seguem o costume de toda a Flórida de fazer quase tudo de carro.

 

Falando assim, parece até perda de tempo visitar a região. A ideia não é que você troque um dia em um dos parques temáticos para explorar Downtown Orlando, mas que invista em uma noite lá, quando o cenário é realmente convidativo.

 

Com vida noturna bem agitada, a moçada se concentra principalmente na Orange Avenue e seus arredores, onde estão bares e baladas da moda. Uma vez por ali, basta escolher um deles e aproveitar a noitada. É nesta região que fica a Wall Street Plaza, uma espécie de calçadão movimentado, que abriga mais opções de entretenimento e festas especiais que se espalham pelo calendário anual da cidade. Mais: downtownorlando.com.

 

E - Espetáculos

Figurinos e cenários deslumbrantes, coreografias inspiradoras e todos os demais detalhes que caracterizam as apresentações do Cirque du Soleil estão no espetáculo La Nouba, em cartaz no teatro de Downtown Disney há mais de dez anos. O show convida a uma viagem até o mundo imaginário que dá título ao musical, onde sonhos belos se misturam a pesadelos. A realidade também está ali, ao lado de tudo aquilo que a mente humana é capaz de imaginar. O ingresso mais barato custa US$ 57 (adultos e crianças). Mais: cirquedusoleil.com.

 

Outra opção para todas as idades é a apresentação do Blue Man Group, no Teatro Sharp Aquos do Universal Studios. Como uma peça teatral multimídia, o espetáculo mistura música, humor e dança. Se comprada com antecedência, a entrada sai por a partir de US$ 64 para adultos e US$ 25 para crianças (de 3 a 6 anos). Site: blueman.com/tickets/orlando.

 

 

F - Fogos

O Grilo Falante, personagem de Pinóquio, é narrador do clássico espetáculo Wishes, uma espécie de musical enriquecido com show de fogos de artifício apresentado no Magic Kingdom desde 2003. Cinderela, Peter Pan, Ariel e outros personagens das animações Disney participam da história, que tenta mostrar que é possível transformar desejos em realidade.

 

O Epcot, outro parque da Disney, se orgulha do seu show pirotécnico Illuminations: Reflections of Earth, por muitos considerado o melhor da categoria. Apresentado na lagoa do parque, conta com fontes e lasers que se movem ao ritmo da música e projeção de imagens que conta a história do planeta Terra.

Espetáculo com nome semelhante, o Reflections do SeaWorld é realizado durante o verão, quando o parque permanece aberto até 22 horas. Escolha um lugar na arquibancada do Bayside Stadium e contemple cada minuto do céu iluminado com fogos coloridos.

 

G - Guias

O site oficial do Orlando Convention Visitors & Bureau está disponível em português (visitorlando.com/pt-gl) e pode ser suficiente para tirar suas dúvidas mais básicas sobre o destino. Lá você também encontra um link para a loja de aplicativos para smartphone, com ferramentas como mapas dos parques de diversões, informações sobre aeroportos e restaurantes da cidade. O download da maioria é gratuito, outros custam até US$ 1,99.

 

Se preferir, você também encontra aplicativos dos três principais grupos de parques temáticos na Apple Store (ali, apenas o do Universal Orlando Resorts é pago, custa US$ 1,99).

 

Se a intenção for levar um guia mais completo, o Walt Disney World e Orlando 2011 da Frommer’s é atualizado a cada ano e traz informações bem completas (custa US$ 17,99 no site da editora e cerca de R$ 50 em livrarias brasileiras).

 

H - Harry Potter

Não há quem não fique de queixo caído diante do Wizarding World of Harry Potter. A atual atração número 1 do Island of Adventure - inaugurada em junho do ano passado -, inclui simulador que convida os turistas a uma visita ao grandioso Castelo de Hogwarts, com direito a um sobrevoo e uma partida de Quadribol. A diversão já começa na fila: imitando cenas dos filmes, os porta-retratos fixados nas paredes se mexem e conversam com o público.

 

Duas montanhas-russas também fazem parte da área dedicada ao bruxinho. O Voo do Hipogrifo é bem leve, para toda a família, enquanto O Desafio do Dragão é do tipo que arranca gritos de susto: o brinquedo tem duas montanhas-russas que se cruzam pelo caminho. Como em toda atração famosa, há uma irresistível lojinha logo ao lado. Ali, é difícil resistir a itens como cerveja amanteigada, bola de quadribol e varinhas - são elas que escolhem você.

 

I - Ingressos

Pacotes que levam a Orlando costumam incluir os ingressos dos parques e viajantes independentes podem adquiri-los antecipadamente nos sites de cada um - ou diretamente na bilheteria.

 

É possível optar por tickets independentes ou combinados, que incluem mais de um parque. Em uma busca na internet você verá que as variedades são inúmeras. Para servir de exemplo, a entrada para visitar apenas um parque da Universal (Island of Adventure ou Universal Studios) sai por US$ 82 no universalorlando.com. Visitar os dois em dias consecutivos custa US$ 114,99. O ticket básico da Disney, válido para visitar os quatro parques durante sete dias (com entradas ilimitadas), custa desde US$ 87,33 no disneyworld.disney.go.com. Garantir a visita ao SeaWorld, Busch Gardens e Aquatica, com entradas ilimitadas durante 14 dias consecutivos sai por US$ 129,99 no seaworld.com.

 

Promoções e opções de combinados estão no visitorlando.com/discounts-and-tickets. Os preços são para adultos, sem taxas.

 

J - Jornada

Não é que não exista transporte público em Orlando. Os ônibus apenas não são tão frequentes quanto gostaríamos. Como cada complexo de entretenimento fica em um canto da cidade, a maneira mais confortável de se locomover por lá em uma viagem independente é de carro alugado. Todos os parques dispõem de estacionamento amplo, alguns gratuitos, outros pagos.

 

Uma boa escolha é procurar uma empresa de locação ainda no aeroporto, que fica a aproximadamente 20 quilômetros da área movimentada da cidade. A semana do carro econômico custa desde US$ 195,18 na Avis (avis.com) e US$ 212 na Alamo (alamo.com).

 

É bom lembrar de ter em mãos alguns trocados em dólar para evitar transtorno indesejado logo no início das férias. Isso porque no caminho para a cidade há dois pedágios, que custam US$ 1 e US$ 0,75. Atenção: os atendentes não aceitam notas acima de US$ 20. Na falta de moedinhas, não há o que fazer: você terá que pagar uma multa.

 

K - Kennedy Space Center

Não se trata de mais um parque cheio de efeitos especiais, mas da base de lançamento de foguetes da Nasa. O local investiu alto em entretenimento turístico. É lá que crianças (e adultos também) realizam o sonho de se sentir em um voo de foguete. Mais de 2 milhões de pessoas visitam o local a cada ano para experimentar o Shuttle Launch Experience, o simulador de ônibus espacial que reproduz em detalhes a sensação de uma viagem até a órbita da Terra. Além da atração, o ingresso (custa US$ 43 para adultos e US$ 33 para crianças de até 11 anos) inclui exibição de filmes em 3D, shows e apresentações especiais.

 

No site oficial do local, o kennedyspacecenter.com, você confere que o próximo lançamento real de um ônibus espacial está marcado para 14 de julho, evento que também pode ser acompanhado por visitantes. O valor, porém, ainda não foi divulgado.

 

L - Lar, temporário lar

Orlando se caracteriza pela infinidade de resorts que oferecem suítes com cara de residência. Ideais para acomodar famílias inteiras, normalmente incluem um ou dois quartos, cozinha completa, sala de estar e até máquinas de lavar e secar roupas. Caso do Floridays Resort (floridaysresortorlando.com), com excelente localização, na International Drive e diárias a partir de US$ 150 (suíte com dois dormitórios) por pessoa, e do Hilton Grand Vacations Suites (hilton.com), na mesma via, e cuja diária da suíte com um quarto custa desde US$ 125 por pessoa.

 

Grupos de entretenimento também investem em hospedagem. Há como ficar bem pertinho do SeaWorld, no Reinassance Hotel (marriott.com) - este com dormitórios e serviços de hotelaria tradicionais. As diárias saem por a partir de US$ 219. Dentro da Disney World está o Disney Pop Century Resort (disneyworld.disney.go.com/resorts), onde cada área é decorada com ícones de décadas distintas, de 1950 a 1990. A diária do quarto mais simples sai por US$ 82. Para ficar dentro do complexo da Universal, a opção é o Loews Royal Pacific Resort, onde a diária começa em US$ 269 por pessoa.

 

 

M - Montanha-russa

Com fama de reunir as mais radicais, o Busch Gardens vai inaugurar sexta-feira a Cheetah Hunt. Inspirada nos movimentos do guepardo, o animal mais rápido do mundo, a montanha-russa vai impulsionar os corajosos em três disparos que chegarão aos 100 km/h em poucos minutos - graças à força de ímãs. Na sua coleção ainda está a Sheikra, Kumba, Montu e Gwazi.

 

No SeaWorld, o destaque é a Manta, onde você se sente como uma arraia voadora cortando o céu. Só de olhar o coração acelera... O Expedition Everest, que inclui perseguição pelo abominável homem das neves, é destaque do Animal Kingdom, na Disney. E não menos radical é a Incrível Hulk, no Island of Adventure da Universal, também com artefatos que permitem alcançar alta velocidade em segundos.

 

N - Novidades

De olho na enorme concorrência, os parques temáticos preparam novidades a cada início de temporada. Se o Busch Gardens tem aguçado a curiosidade com sua montanha-russa Cheetah Hunt, o SeaWorld inovou com o show One Ocean, protagonizado pelas celebradas baleias Shamus. Já em cartaz, ele veio para substituir o Believe, apresentado durante cinco anos. Em processo de ampliação, o Discovery Cove ganhará arrecifes em junho, quando também estreia a SeaVenture, uma espécie de trilha submarina.

 

No início do verão, o Magic Kingdom vai estrear o show The Magic, The Memories and You!. Ao cair a noite, telas gigantes exibirão imagens de quem passou pelo parque durante o dia - com direito a muitos recursos tecnológicos. O parque também está crescendo, especificamente a Fantasyland, que vai abrigar o castelo de A Bela e a Fera e uma nova atração de Ariel. Estes para a temporada de 2012.

Também para o ano que vem, o simulador The Amazing Adventures of Spider-Man, no Island of Adventure, apostará em alta definição de imagens e efeitos especiais para chamar a atenção do público.

 

O - Outlets

Destino de compras no Estado da Flórida ao lado da disputada Miami, Orlando conta com dois espaços da rede Premium Outlets: um na International Drive e outro (o antigo Prime Outlets, adquirido pela companhia no ano passado) na Vineland Avenue. Brasileiros são público fiel em ambos. É para lá que se dirigem atrás de descontos que variam de 25% a 65% a cada dia nas vitrines das marcas mais queridas, como Victoria's Secret, Tommy Hilfiger e Hugo Boss.

 

Enormes, é bom reservar uma tarde inteira para aproveitá-los. Ao menos facilitam a vida dos compradores, já que ficam abertos até às 23 horas de segunda a sábado (até às 21h nos domingos). Mesmo assim, se sua listinha for pra lá de generosa, prepare-se para voltar outro dia.

 

Os complexos ainda contam com restaurantes e serviços como caixas automáticos, casas de câmbio, locação de carrinhos de bebê e pontos de táxi. Site: premiumoutlets.com.

 

 

 

P - Passagem e pacotes

Com a proximidade do verão no Hemisfério Norte (o que signifca alta temporada por lá), os preços das passagens aéreas para Orlando já começam a subir consideravelmente. Compre com antecedência para aproveitar as tarifas mais em conta.

 

Em uma pesquisa de voos para a primeira semana de julho, os preços encontrados foram: desde R$ 2.375 na American Airlines (aa.com.br); R$ 2.683 na Continental (continental.com); R$ 2.909,70 na TAM (tam.com.br), o único sem escalas; e R$ 3.309,20 na Delta (pt.delta.com.br).

 

Quanto aos pacotes, o preço médio de uma semana com aéreo, acomodação em quarto duplo e ingressos de alguns parques é de US$ 2.300. Há opções mais básicas, como o de cinco noites da Top Brasil (topbrasiltur.com.br), que inclui apenas traslado ao aeroporto, por US$ 1.369. Também não faltam pacotes mais completos. A MK Travel (mktravel.com.br) vende o seu, indicado para grupos de adolescentes, com 13 noites, café da manhã, entrada para todos os parques - incluindo o nado com golfinhos no Discovery Cove -, guia, traslados e formulário de aquisição do cartão Visa Travel Money. Custa US$ 4.057.

 

Confira outras opções no blogs.estadao.com.br/viagem.

 

Q - Quantidade

Superlativa, Orlando tem números de impressionar. É um dos destinos mais cobiçados por brasileiros: somente no ano passado, cerca de 400 mil turistas compatriotas estiveram lá, atrás apenas dos próprios americanos e vizinhos canadenses.

 

A razão de tanta popularidade? Em um raio de 22 quilômetros, o visitante encontra ao menos sete dos principais parques temáticos do mundo, além de outras 100 atrações, 12 espaços de compras (entre shopping centers e outlets), 19 spas, 5.300 restaurantes e mais de 440 hotéis que somam 15 mil dormitórios. Ufa!

 

R - Restaurantes

Na ânsia de aproveitar cada minuto, você acabará cedendo mais do que gostaria aos hambúrgueres e pizzas dos cardápios fast-food que imperam nos parques. Mas sua alimentação não precisa ficar limitada a comidas rápidas.

 

Turistas brasileiros costumam experimentar (nem que seja uma única vez) o menu superamericano do Hard Rock Cafe, no Universal Studios. Uma opção para refeições mais elaboradas é o Sharks Underwater Grill, no SeaWorld. Mais que o cardápio requintado, a atmosfera do ambiente é o grande diferencial: a parede central do espaço é um aquário gigante, por onde tubarões e peixes de diferentes espécies passeiam enquanto você almoça.

 

Para o jantar, guarde ao menos uma noite para provar as delícias do restaurante Ocean Prime (oceanprimeorlando.com), com destaque para o atum servido com cogumelos silvestres e molho de pimenta verde (US$ 36) e a irresistível torta de chocolate recheada com a tradicionalíssima iguaria americana: pasta de amendoim (US$ 9).

 

S - Sacolas, muitas sacolas

Para lojas mais exclusivas, vá ao The Florida Mall e o The Mall at Millenia, o shopping center mais requintado. Também reserve alguns dólares para gastar nas divertidas lojinhas dos parques - ainda bem que a Receita Federal tirou itens de uso pessoal da cota dos US$ 500, pois engana-se quem pensa que a tentação se restringe às crianças.

 

T - Tecnologia

Pensou em brinquedos hi-tech, o Epcot é o primeiro parque que deve vir à mente. O espaço da Disney tem uma lista impressionante de shows e atrações que esbanjam tecnologia de última geração. Na área batizada de Future World estão as atrações inspiradas na animação Procurando Nemo, lançadas há pouco mais de um ano. Ali, os visitantes entram nos "mariscomóveis" e passeiam por nove cenários distintos. Os amantes de adrenalina devem experimentar o Soarin: sentados em poltronas flutuantes, eles voam de asa-delta por toda a Califórnia.

 

U - Universal

Na semana passada, o parque anunciou uma nova atração, com estreia prevista para 2012: seguindo a tradição de adaptar blockbusters em brinquedos, a novidade será uma versão em 3D da animação Meu Malvado Favorito, com direito a muita confusão do supervilão Gru.

Enquanto ela não chega, invista na sensação quase real de um tornado no brinquedo Twister... Ride it out; dê risadas no Shrek 4D e experimente o simulador The Simpsons Ride, um dos mais concorridos dali.

 

V - Visto

Evite complicações agendando a entrevista para o visto o quanto antes. Na sexta-feira, dia 20, a página da Embaixada dos Estados Unidos (visto-eua.com.br) informava que o tempo médio de espera em São Paulo era de 130 dias. Pague a taxa de R$ 38 referente ao agendamento, confira a lista de documentos solicitados e siga o passo a passo do processo de pedido do visto. O tempo de demora para a sua entrega varia de local para local - em São Paulo pode levar até 50 dias.

 

W - Walt Disney

Tudo começou com ele. Aos 19 anos, Walter Elias Disney começou a criar personagens animados que se tornaram mundialmente famosos. Diante do sucesso, por que não transformar as aventuras em diversão? Assim, ele idealizou o Walt Disney World e inaugurou seu primeiro parque em 1971. Inspiração suficiente para, em seguida, atrair outros grupos de entretenimento que também se instalaram em Orlando.

 

X - X-Tudo

Se você se enquadra no tipo de viajante que quer ver todas as atração de um destino, saiba que, segundo cálculos do Orlando Convention Visitors&Bureau, seriam necessários 67 dias para um turista visitar todas as opções de entretenimento da cidade. Difícil, não? Mesmo assim, há como passar férias lá e voltar com a sensação de dever cumprido. Sair daqui com ingressos comprados (parques e shows), hotel e carro reservados e lista com locais que faz questão de conhecer faz você ganhar um tempo precioso.

 

Y - Yoda

Imagine ficar cara a cara com o pequenino mestre jedi Yoda ou presenciar uma batalha de Darth Vader, da saga Star Wars. A atração Star Tours: The Adventure Continues será lançada na sexta-feira no Disney’s Hollywood Studios e promete estas e outras experiências. Tudo graças ao simulador 3D multissensorial. As 50 combinações de histórias tornam difícil repetir a mesma aventura.

 

Z - Zoo

Busch Gardens e Animal Kingdom investem forte nas atividades de interação com animais nos passeios aos estilo safári: Serengeti e Kilimanjaro, respectivamente. Em veículos abertos, os turistas veem de pertinho elefantes, zebras, rinocerontes, girafas (podem até alimentá-las) e outras espécies africanas - mas as excursões não estão incluídas no tíquete convencional.

 

Nas proximidades de Orlando, a cerca de 30 minutos de carro, está o Central Florida Zoo, espaço indicado para um dia completamente destinado a admirar os bichos. Além dos mais de 400 animais, há tirolesa, circuito de arvorismo e a possibilidade de visitar o complexo depois do pôr do sol, quando é possível observar e aprender sobre os hábitos noturnos de cada espécie.

Confira programação e tarifas no centralfloridazoo.org.

Tudo o que sabemos sobre:
Viagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.