Os anos 50 voltam na voz de Ana Cañas

O Brasil da década de 50 ganhou destaque com a construção de Brasília. Foi também uma época de crescimento do Estado, que construiria sua nova sede na Rua Major Quedinho. No plano cultural, surgia o Suplemento Literário, idealizado por Antonio Candido e comandado por Decio de Almeida Prado. Os anos dourados, da Bossa Nova, foram lembrados por Ana Cañas, que cantou Chega de Saudade.

O Estado de S.Paulo

25 Maio 2012 | 03h01

Depois de Ana, foi a vez do cantor Jair Rodrigues subir ao palco, para celebrar os anos 60, período de efervescência cultural do País, com seus festivais de música. Jair cativou o Auditório Ibirapuera ao interpretar Disparada, sucesso na época.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.