Estadão
Estadão

Os destaques do 'Estadão Noite' desta quinta-feira, 12

Edição exclusiva para tablets está disponível para download a partir de 20h

O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2015 | 20h43

No Estadão Noite desta quinta-feira, 12, Rubens Glezer e Eloísa Machado, coordenadores do Supremo em Pauta e professores de Direitos da Pessoa Humana da FGV Direito SP, analisam a questão da extradição de Henrique Pizzolato, sob a ótica de que o Brasil expôs - de maneira escancarada - a principal chaga do nosso Estado Democrático de Direito: a aplicação da lei não é igual a todos os brasileiros.

Sergio Vale, economista-chefe da MB Associados, escreve sobre a prévia do PIB de 2014(-0,15%), divulgada pelo Banco Central hoje. O especialista explica que está claro o que causou essa desaceleração: uma Copa que paralisou o País durante praticamente dois meses em conjunto com a piora nas expectativas com os riscos associados de uma vitória da presidente Dilma. 

Márcio Ferezin Custodio, advogado responsável pela área trabalhista de Lucon Advogados, professor de Direito e Processo do Trabalho da Universidade Mackenzie e doutorando em Direito Político e Econômico pela U.P.M., discorre sobre o aperto do Ministério do Trabalho na fiscalização contra a informalidade e a sonegação dos valores devidos ao FGTS. 

No artigo da colunista do Estadão, Eliane Cantanhêde, o leitor terá uma análise sobre os vários temas que foram discutidos no encontro de hoje entre Dilma e Lula em São Paulo. Segundo ela, muitas orelhas arderam, mas Eduardo Cunha foi o centro da conversa.

Gonçalo Jose de Sousa Junior, jornalista esportivo do Estadão, escreve sobre o acordo que Rogério Ceni fez com o tempo, já que o goleiro são-paulino, aos 42 anos, continua por sentir prazer em jogar.

O leitor pode baixar a edição, exclusiva para Ipad e aparelhos com sistema operacional Android, a partir das 20h, por meio do aplicativo do Estadão. Assinantes não pagam.

Mais conteúdo sobre:
Estadão Noite ipad tablet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.