Os destaques do Estadão Noite desta terça-feira, 11

Os destaques do Estadão Noite desta terça-feira, 11

Edição exclusiva para tablets está disponível para download a partir de 20h

O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2014 | 19h32

O Estadão Noite desta terça-feira, 11, traz a análise do cientista político Aldo Fornazieri, professor da Escola de Sociologia e Política, sobre a saída isolada e antecipada de Marta Suplicy do Ministério da Cultura. Segundo ele, ao se despedir, a petista deixou recados importantes para a presidente Dilma.

O economista e advogado José Matias-Pereira, pós-doutor em Administração e professor da Universidade de Brasília, discorre sobre como Dilma deve se portar neste segundo mandato para colocar em prática as medidas impopulares que poderiam recuperar a credibilidade da economia.

Daniel Martins de Barros, blogueiro do Estadão, parte dos casos de nudez pública registrados em Porto Alegre nos últimos dias para explicar como a Psiquiatria lida com 'desvios de norma'. Para ele, a anormalidade não necessariamente caracteriza um transtorno mental, mas sim a motivação interna que carece de sentido.

Ricardo Monteagudo, professor do Departamento de Filosofia da Unesp de Marília, parte do possível massacre de Iguala, no México, para criticar a defesa da violência pela manutenção de privilégios na América Latina.  

O jornalista esportivo Raphael Ramos, por fim, mostra por que Belo Horizonte já é a capital do futebol, e como a disputa entre o Atlético-MG e Cruzeiro se tornou o clássico mais importante da temporada.

O leitor pode baixar a edição, exclusiva para tablets, a partir das 20h. Assinantes podem baixar gratuitamente a edição, disponível para Ipad e para aparelhos com sistema operacional Android.

Mais conteúdo sobre:
Estadão Noite

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.