Os limites da TV

Seminário analisa resultados até agora

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

21 de novembro de 2009 | 00h00

Há quase três anos em vigor, a nova Classificação Indicativa ainda é alvo de debates, críticas e muitas adequações. Organizado pela Secretaria de Justiça, o Seminário Internacional de Classificação Indicativa, que acontecerá nos dias 26 e 27, em Brasília, pretende analisar as políticas públicas de classificação e saber como emissoras e produtoras de conteúdos estão lidando com essas novas regras e limitações.

O debate pretende reunir especialistas, autoridades, ONGs, representantes de emissoras de TV, produtoras e distribuidoras de filmes, jogos eletrônicos e outros interessados no assunto.

Entre os nomes já confirmados estão estudiosos internacionais do tema como Steven J. Kirsh, professor de Psicologia da Universidade Estadual de Nova York e Roxana Morduchowicz, doutora em Comunicação pela Universidade de Paris.

Com expectativa de reunir 150 debatedores, o seminário pretende analisar os progressos da nova classificação, a influência da mídia no desenvolvimento infanto-juvenil e identificar para onde estão indo as pesquisas e iniciativas nessa área em todo o mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.