Otan anuncia que vai encerrar operação na Líbia em 31 de outubro

As operações militares da Otan na Líbia estão muito próximas da terminar e os parceiros da aliança militar tomaram uma decisão preliminar de encerrar a missão em 31 de outubro, afirmou o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, nesta sexta-feira.

REUTERS

21 Outubro 2011 | 18h51

"Nós concordamos que as nossas operações estão muito próximas da sua conclusão e tomamos uma decisão preliminar de terminar a Operação de Proteção Unificada em 31 de outubro", disse Rasmussen em entrevista coletiva após uma reunião de embaixadores da Otan em Bruxelas.

"(Até 31 de outubro) a Otan vai acompanhar a situação e manter a capacidade de responder às ameaças a civis, se necessário", afirmou.

Ele disse que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) poderá tomar uma decisão formal no início da próxima semana sobre o fim da operação: "Nesse meio tempo, vou consultar estreitamente com a ONU e o Conselho Nacional de Transição".

"Estou muito orgulhoso do que temos conseguido juntamente com nossos parceiros, incluindo muitos da região", disse Rasmussen.

O ex-líder líbio deposto Muammar Gaddafi, que estava em fuga há mais de dois meses, foi localizado e morto em Sirte, sua cidade natal, na quinta-feira.

Questionado sobre o destino do filho de Gaddafi, Saif al-Islam, o chefe da Otan disse que a organização não tinha conhecimento do seu paradeiro.

(Reportagem de David Brunnstrom e Justyna Pawlak)

Mais conteúdo sobre:
OTAN LIBIA MISSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.