Outro massacre pode mergulhar Síria em guerra civil, diz Ban

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, alertou nesta quinta-feira que massacres de civis, como o que aconteceu na cidade de Houla na semana passada, podem mergulhar a Síria em uma guerra civil.

REUTERS

31 Maio 2012 | 08h06

Ban citou temores levantados na terça-feira por Kofi Annan, o enviado especial da ONU e da Liga Árabe, de que a Síria já vive um "ponto de virada" a caminho de uma guerra civil após o assassinato de 108 pessoas em Houla na sexta-feira.

O cessar-fogo de 12 de abril, que faz parte de um plano de seis pontos estabelecido por Annan para restaurar a paz, até agora não surtiu efeito para acabar com o derramamento de sangue durante os 14 meses de manifestações contra o regime do presidente Bashar al Assad.

O movimento, que começou pacífico, agora conta com uma revolta armada.

"O massacre de civis como o visto no último fim de semana pode mergulhar a Síria numa guerra civil catastrófica -- uma guerra civil da qual o país pode nunca se recuperar", disse o secretário-geral da ONU numa conferência em Istambul.

(Reportagem de Seda Sezer)

Mais conteúdo sobre:
SIRIA MASSACRE BAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.