Outro menino obteve aparelho

O menino Pedro Arthur Diniz, de 8 anos, foi a primeira criança brasileira a receber um marca-passo no diafragma para dispensar o tubo de oxigênio que o mantém respirando artificialmente e também se ver livre da traqueostomia.

O Estado de S.Paulo

19 Maio 2012 | 03h05

O garoto teve meningite bacteriana quando tinha pouco mais de 1 ano porque não tinha tomado a vacina contra a doença - os pais não sabiam da existência da vacina, que ainda não fazia parte do calendário da rede pública. Como sequela da doença, ele ficou tetraplégico e perdeu a capacidade de respirar sozinho.

Depois de anos preso a um respirador artificial, o menino foi operado em fevereiro deste ano no Hospital Albert Einstein. Os custos do procedimento (cerca de R$ 500 mil) foram pagos pelo governo de Minas Gerais, também por determinação judicial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.