Padre acusado em Arapiraca cumpre prisão domiciliar

Monsenhor Luiz Marques Barbosa, de 83 anos, acusado de ter abusado sexualmente de coroinhas em Arapiraca (AL), passou a cumprir prisão domiciliar ontem à tarde, até que um pedido de habeas corpus seja julgado.

Ricardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2010 | 00h00

A ordem foi do juiz Rômulo Vasconcelos, o mesmo que decretou a prisão a pedido do presidente da CPI da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES). A prisão ocorreu após monsenhor Luiz ter prestado depoimento, no domingo. O juiz decretou a prisão porque o acusado tirou passaporte recentemente. O pedido de prisão domiciliar foi deferido levando em consideração a idade do acusado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.