País reúne condições ideais para a atividade

Além de clima tropical e disponibilidade de água, criação de ornamentais tem a vantagem de ser mais barata

João Carlos de Faria, O Estado de S.Paulo

27 Fevereiro 2008 | 02h41

O Brasil, segundo o professor Jener Zanon, da Universidade Federal de Viçosa, dispõe de grande número de espécies ornamentais - cerca de 250 constam numa lista com comercialização permitida -, clima tropical adequado, grande disponibilidade de água e topografia para piscicultura."Mas ainda faltam pesquisas sobre as técnicas de criação das espécies ornamentais brasileiras, técnicos capacitados, rações balanceadas produzidas em larga escala e incentivos para o definitivo estabelecimento do setor produtivo", diz o professor.Em relação à criação convencional, a piscicultura ornamental, conforme Zanon, utiliza áreas menores, tem custo de instalação mais baixo, menos gastos com ração e menor tempo para os peixes atingirem o tamanho comercial. "A piscicultura ornamental necessita de mais mão-de-obra."O Brasil tem cerca 4 mil criadores, conforme a revista Panorama da Aqüicultura, movimentando US$ 4 milhões com a venda para países como Japão, EUA, Alemanha e Holanda. Do total exportado, apenas 20% são cultivados, sendo o restante peixes capturados em rios, sobretudo da Amazônia, onde estima-se que haja de 1.500 a 6 mil espécies de peixes nativos, além de mais de 260 no Pantanal.EXPORTAÇÃOOs exportadores paulistas Fernando Bononi e Geraldo Poeta enviam, mensalmente, cerca de 50 caixas de peixes - onde podem ser colocadas de 12 unidades, caso do acará-disco, a até 500 unidades, como o cardinal. Bononi afirma que as espécies ornamentais escolhidas para a exportação, como o acará-disco, o acará-bandeira e o cardinal, são supervisionadas pelo Ibama. Um dos mais caros é o acará, que pode custar US$ 25 a unidade."O Brasil está quase se igualando a outros países em termos de desenvolvimento genético de peixes ornamentais", diz. Mesmo assim ele afirma que os japoneses já entendem mais de peixes ornamentais da Amazônia do que os próprios brasileiros.No mundo todo são muitas as espécies de peixes criados ou capturados, com porte e cores diferenciadas, sendo difícil quantificá-las, existindo poucas estatísticas sobre a atividade. Em termos globais, segundo a revista Panorama da Aqüicultura, o comércio mundial de peixes ornamentais excede US$ 1 bilhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.