País segue líder em reciclagem de lata de alumínio

Campeão mundial no reaproveitamento de latas de alumínio, o Brasil chegou no ano passado ao índice de 97,6% de reciclagem nesse segmento, patamar um pouco inferior ao de 2009, que foi de 98,2%.

O Estado de S.Paulo

28 Outubro 2011 | 03h04

Desde 2001, o País mantém a liderança desse processo, à frente de Japão (92,6%), Argentina (91,1%) e EUA (58,1%). Em 2010, o País reciclou 239,1 mil toneladas das 245 mil toneladas comercializadas, segundo números divulgados ontem pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade (Abralatas). De acordo com as associações, a reciclagem das latinhas movimentou R$ 1,8 bilhão no ano passado.

Para o setor, a ligeira queda no desempenho deste ano deve-se ao fato de o índice de 2009 ter sido "turbinado" pela crise financeira. Em 2008, houve redução do valor do alumínio, levando catadores e a indústria de sucata a guardar o estoque reciclado esperando a recuperação do preço. "O índice de 2009 foi inflado. Agora, ele continuou na curva ascendente de antes", disse o diretor executivo da Abralatas, Renault Castro. O índice de reciclagem de 2008 ficou em 91,5%. / RAFAEL MORAES MOURA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.