Países do G-20 chegam a acordo sobre lista de indicadores

O Grupo dos 20 (G-20) chegou a um acordo neste sábado em relação aos indicadores que serão usados para avaliar se as políticas econômicas dos países do grupo estão contribuindo para desequilíbrios globais, disse a ministra das Finanças da França, Christine Lagarde.

AE, Agência Estado

19 de fevereiro de 2011 | 14h01

Os ministros das Finanças e seus vices do G-20, reunidos em Paris, vinham discutindo a lista de indicadores desde sexta-feira.

Os países concordaram em expor sua taxa de câmbio efetiva real e balanço em conta corrente, dois dos indicadores cuja inclusão enfrentava maior resistência.

Lagarde, que comandou dois dias de discussões "francas, mas sempre respeitosas", disse que o acordo não foi simples, mas resultou em um texto final "equilibrado e exigente quanto à sua implementação".

Os critérios que serão usado para medir desequilíbrios são dívida e déficit do governo, níveis de poupança e investimento, balanço em conta corrente e taxa de câmbio real.

A delegação chinesa em particular se opunha à inclusão da taxa de câmbio e do balanço em conta corrente na lista de indicadores. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
G-20acordoindicadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.