Países em desenvolvimento são vitais para economia global, diz Dilma na África

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira durante visita à África que os países em desenvolvimento tornaram-se essenciais para a economia mundial, em meio à crise que atinge principalmente a Europa.

Reuters

22 de fevereiro de 2013 | 11h14

Em discurso durante a abertura da 3ª Cúpula América do Sul-África, na Guiné Equatorial, Dilma disse que "foi-se o tempo em que nós éramos parte de uma periferia distante, silenciosa ou calada e problemática".

"O mundo em desenvolvimento tornou-se vital para a economia global, e já responde por mais da metade do crescimento econômico e mais de 40 por cento do investimento, em escala mundial", afirmou a presidente, segundo o Blog do Planalto.

Dilma deve passar o dia na Guiné participando de eventos da cúpula entre autoridades dos dois continentes. Na comitiva da presidente estão alguns ministros, como o das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e do Desenvolvimento, Fernando Pimentel.

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICADILMAAFRICAECONOMIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.