Países lusófonos defendem uso oficial do português nos organismos internacionais

Países lusófonos defendem uso oficial do português nos organismos internacionais

Representantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa se comprometeram ontem, em Brasília, com a promoção do português como língua de uso oficial nos organismos internacionais. "O português é o idioma oficial de oito países, é falado por mais de 240 milhões de pessoas e deve ser valorizado como língua e também como traço cultural", declarou o vice-chanceler brasileiro, Antonio Patriota, ao inaugurar a primeira Conferência sobre o Futuro do Português. O chanceler Celso Amorim defendeu o Acordo Ortográfico, que considera "uma verdadeira necessidade". O acordo só foi adotado oficialmente por Brasil, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Portugal. O encontro termina hoje e será seguido por reunião ministerial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.