Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Países que apoiam Zelaya estão em vantagem na OEA

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, está em vantagem em um eventual embate na Organização dos Estados Americanos (OEA). Até agora, 14 países-membros da organização indicaram que não reconhecerão a eleição de domingo, enquanto 6 tendem a legitimar a votação - 13 ainda não têm posição certa.

AP, O Estadao de S.Paulo

27 de novembro de 2009 | 00h00

O bloco zelaysta, liderado pelo Brasil, traz ainda os países bolivarianos, incluindo os nanicos Antígua e Barbuda, São Vicente e Granadinas e Dominica, membros da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba), que dificilmente votariam contra Caracas. O grupo que defende o reconhecimento tem os EUA e seus principais aliados na região.

A OEA suspendeu Honduras em julho. Para ser readmitida, segundo a Carta da OEA, seria preciso o apoio de dois terços de seus membros - 22 votos. A vantagem de Zelaya pode ser ainda maior se a Venezuela usar como barganha a Petrocaribe, programa de fornecimento de petróleo subsidiado para a região. A OEA tem 35 membros, boa parte não se pronunciou. México e República Dominicana disseram que é cedo para marcar posição. Suspensos, Cuba e Honduras não têm direito a voto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.