Panda poderá receber garra postiça em operação pioneira

Os tratadores de uma panda selvagem que perdeu a garra esquerda numa briga lançaram uma campanha para implantar uma garra postiça, no que seria a primeira operação destetipo na China, informou nesta quinta-feira, 8, o jornal Beijing News.Niu Niu foi resgatada após uma briga, em dezembro de 2006, pelos trabalhadores do Centro de Criação e Pesquisa de Animais Protegidos da província de Shaanxi, um dos habitats naturais do panda gigante.Desde então, o animal, que tem 13 ou 14 anos, vem se recuperando dos ferimentos e recuperando o apetite. No entanto, a falta da garra esquerda causa problemas de equilíbrio e dificulta a busca de um parceiro para o acasalamento, explicaram os veterinários.Por isso, o parque iniciou uma campanha em busca de idéias e de um "projeto científico" para implantar um membro artificial em Niu Niu.Só 1,6 mil pandas gigantes vivem em liberdade, segundo aAdministração Florestal Estatal e o grupo ecolgista WWF. A espécie está em grave perigo de extinção e é um tesouro nacional chinês.

Agencia Estado,

08 de março de 2007 | 10h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.