Papa Bento 16 pode congelar processo de santidade de Pio 12

O papa Bento 16 disse nesta quinta-feira a líderes judeus que está "considerando seriamente" a possibilidade de congelar o processo de santidade de Pio 12, da era nazista, até que os arquivos históricos possam ser abertos, disse um líder judeu. Alguns judeus acusam Pio, cujo papado foi de 1939 a 1958, de fechar os olhos para o Holocausto. O Vaticano considera que ele trabalhou nos bastidores e ajudou a salvar muitos judeus da morte durante a 2a Guerra Mundial. O rabino David Rosen, líder da delegação judaica que se reuniu com o papa na manhã desta quinta-feira, disse que o assunto surgiu após discursos formais. "Um membro da nossa delegação pediu ao papa para que não desse continuidade à beatificação de Pio 12 antes que os arquivos do Vaticano possam ser abertos para análise histórica e o papa disse que está 'analisando esse caso e considerando isso seriamente'", disse Rosen a jornalistas. Na Igreja Católica Romana, beatificação é o último passo antes da santidade. Alguns judeus pediram ao papa para suspender a beatificação de Pio até que mais informações sobre o seu papado possam ser estudadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.