Papa dedica audiência geral à JMJ

O papa Francisco dedicou a audiência geral desta quarta-feira, 4, à Jornada Mundial da Juventude (JMJ), realizada em julho, no Rio. Foi uma grande "festa da fé e da fraternidade", disse, convidando os jovens a ser uma "força de amor e de misericórdia que tem a coragem e querer transformar o mundo".

JOSÉ MARIA MAYRINK, Agência Estado

04 de setembro de 2013 | 19h36

Francisco resumiu em três palavras a experiência vivida entre 23 a 28 de julho, na capital fluminense: acolhimento, festa, missão. Ele pediu aos jovens que sejam "uma esperança para Deus" e "uma esperança para a Igreja", com o compromisso de construir "fraternidade, partilha, obras de misericórdia, a fim de tornar o mundo mais justo e mais belo, e transformá-lo".

"Passou mais de um mês", mas considero importante falar deste evento para entender melhor o seu significado", disse. Francisco agradeceu a Deus pelo "presente" de poder voltar ao continente americano e ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, "importante para a história da Igreja no Brasil e na América Latina".

Mais uma vez, agradeceu também aos organizadores e às autoridades civis e eclesiásticas e a todos os brasileiros pela acolhida. "Brava gente, esses brasileiros", disse, afirmando ser o acolhimento a primeira palavra que emerge da viagem ao Brasil. De acordo com o papa, a generosidade das famílias e das paróquias que acolheram fraternalmente os peregrinos, superando as dificuldades e inconvenientes, criou uma verdadeira rede de amizade. Francisco lembrou à multidão que a próxima JMJ será realizada em 2016, em Cracóvia, na Polônia, cidade da qual João Paulo II, inspirador das jornadas, foi arcebispo.

Mais conteúdo sobre:
Papa Franciscoaudiência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.