Papa Francisco discursa contra crime e corrupção no sul da Itália

O papa Francisco visitou neste sábado uma das áreas de Nápoles mais violentas e dominada pelo tráfico de drogas e pediu que os moradores não deixem que o crime organizado e a corrupção política roubem sua esperança.

PHILI, REUTERS

21 de março de 2015 | 10h09

Francisco, em uma longa viagem de um dia à cidade ao sul da Itália, dirigiu-se a uma multidão em Scampia, um reduto do clã Camorra, a versão de Nápoles para a máfia siciliana.

"Vejam que o mal não é a última palavra. Ela (a última palavra) tem que ser a esperança", disse ele a uma multidão de milhares de pessoas e cercado de crianças que correram para sentar a seus pés.

"Aqueles que voluntariamente tomam a rota do mal roubam um pedaço da esperança. Eles roubam de si mesmos e de todos, da sociedade, de muita gente honesta e trabalhadora, eles roubam do bom nome da cidade e de sua economia".

Ele também disse que os membros do crime organizado excomungaram-se da Igreja e que seriam recebidos de volta caso se arrependam e mudem seus caminhos.

"Quanta corrupção há no mundo. Eu espero que vocês tenham coragem.... de limpar a cidade e limpar a sociedade de modo que não haja mais o fedor da corrupção", disse ele.

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIAPAPACORRUPCAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.