Papa participa da cerimônia de lava-pés

O papa Bento 16 lavou e secou naquinta-feira os pés de 12 homens, numa tradicional cerimônia daQuinta-Feira Santa, representativa da humildade de Jesusperante seus apóstolos na véspera de sua morte. Bento 16, que se aproxima da terceira Páscoa do seupontificado, pediu aos católicos que fiquem a serviço uns dosoutros e confessem seus pecados. "Precisamos do lava-pés, lavar os nossos pecados todos osdias. E por esta razão precisamos confessar nossos pecados",afirmou o papa. Durante a cerimônia, ele jogou água nos pés direitos de 12homens sentados em plataformas elevadas e depois os secou. Oritual ocorreu na basílica romana de São João Latrão, catedraldo papa em sua qualidade de bispo de Roma. Em outra cerimônia, horas antes, na basílica de São Pedro,Bento 16 disse que os padres devem estar vigilantes contra omal e firmes na verdade da Igreja, a despeito "das correntes detempo". Ambas as cerimônias marcam o momento em que Jesus fundou oclero, com seus discípulos, na Última Ceia realizada na vésperada sua morte. Na Sexta-Feira Santa, o papa realizará duas cerimôniasalusivas à crucificação, inclusive uma via crúcis em torno doColiseu. Ele também celebrará a missa do sábado de Aleluia e, nodomingo de Páscoa, vai proferir a bênção "Urbi et Orbi" (para acidade e o mundo). Nesta semana, por ocasião do aniversário do profeta Maomé,o militante de origem saudita Osama bin Laden acusou Bento 16de estimular uma "nova cruzada", da qual fariam partecaricaturas profanas de Maomé. O Vaticano rejeitou a acusação elembrou que o papa condenou o desrespeito religioso contido nascaricaturas, publicadas originalmente em 2005 na Dinamarca.

REUTERS

20 de março de 2008 | 17h20

Tudo o que sabemos sobre:
PAPALAVAPÉS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.