Papa pede que fiéis reservem tempo para Deus

Bento XVI fez críticas à falta de espiritualidade durante a Missa do Galo no Vaticano

Agencia Estado

25 de dezembro de 2007 | 07h02

O papa Bento XVI pediu aos fiéis para reservar tempo em suas vidas para Deus e para os necessitados. O apelo foi feito durante homilia da tradicional Missa do Galo, iniciada à 0h desta terça-feira (21h de Brasília), na Basílica de São Pedro, no Vaticano.Bento XVI insistiu em um tema em que já havia tocado várias vezes, a preocupação com um mundo cada vez mais laico, e disse que muitas pessoas agem como se não houvesse lugar para questões espirituais em suas vidas. "O ser humano está tão preocupado consigo mesmo, tem uma necessidade urgente de ter todo o espaço e todo o tempo para seus próprios assuntos, que nada sobra para os outros, para seu vizinho, para os pobres, para Deus", afirmou.Diante dos milhares de fiéis que foram à basílica, o papa pediu que os católicos reservem um espaço para Deus, assim como para os menos afortunados. "Nós temos tempo para nosso vizinho que está necessitando de uma palavra? Para aquele que sofre e precisa de ajuda? Para o perseguido ou o refugiado que precisa de abrigo? Nós temos tempo e espaço para Deus?", questionou.O pontífice traçou um paralelo entre o que ele entende como uma recusa de Deus pela sociedade moderna e a história de como Jesus Cristo nasceu em uma manjedoura porque não havia lugar para sua família na vizinhança. "De alguma forma, a humanidade está esperando por Deus, esperando por Ele para se aproximar. Mas, quando esse momento chega, não há nenhum espaço para Ele."Ao meio-dia de hoje, Bento XVI voltará à sacada da Basílica de São Pedro para realizar a bênção Urbi et Orbi (para a cidade e para o mundo, em latim) e ler a mensagem de Natal em mais de 60 idiomas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.