Para coligação de Aécio, decisão da Moody's confirma 'deterioração' econômica do Brasil

A decisão da agência de classificação de risco Moody's de piorar nesta terça-feira a perspectiva de rating do Brasil confirma a "deterioração" econômica do país, segundo avaliação da coligação do presidenciável Aécio Neves (PSDB).

REUTERS

09 Setembro 2014 | 13h51

A Moody's mudou a perspectiva de rating soberano do Brasil de "estável" para "negativa", ameaçando rebaixar a nota do país por um maior risco de crescimento baixo sustentado e de piora em métricas de dívida.[nL1N0RA0Z3]

"A decisão da agência de classificação de risco Moody's... confirma a infeliz deterioração do quadro econômico do nosso país" e "mostra que as conquistas econômicas e sociais do Brasil estão em risco", afirma a assessoria da coligação que apoia Aécio.

"Para reverter esse quadro e devolver o Brasil a um caminho virtuoso, é preciso um governo comprometido com a adoção de uma política econômica transparente, com solidez fiscal e decisivo combate à inflação", acrescenta a nota.

Aécio tem feito repetidas e duras críticas à política econômica de Dilma, que tenta a reeleição, dizendo que somente um novo governo pode recolocar o país no caminho do crescimento. No mês passado, dados divulgados pelo IBGE mostraram que o Brasil entrou em uma recessão técnica.

(Por Alexandre Caverni)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.