Pará envia 350 policiais para a Ferrovia de Carajás

Cerca de 1,3 mil sem-terra, segundo a polícia, ocupam a Ferrovia de Carajás, no Pará, desde a manhã de hoje. Segundo o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), são 2 mil pessoas. A Secretaria de Segurança Pública do Pará autorizou o envio de 350 homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar, que estavam de prontidão no quartel de Parauapebas (PA), para o local da ocupação. Além da ocupação da ferrovia, o MST e garimpeiros de Serra Pelada também invadiram a fazenda São Marcos, na Rodovia PA 275, entre os municípios de Eldorado dos Carajás e Parauapebas. A ocupação da ferrovia já havia sido anunciada há uma semana, embora a empresa Vale tenha obtido uma liminar da Justiça Federal proibindo o fechamento da ferrovia.

CARLOS MENDES, Agencia Estado

17 de abril de 2008 | 11h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.