Para FHC, Brasil desfez sua liderança na América do Sul

Com um comportamento de "excitação protagônica", o Brasil "perdeu seus princípios" na política externa e conseguiu desfazer a liderança que tinha na América do Sul por décadas, declarou FHC a jornais brasileiros em Genebra ontem. Para ele, o Brasil deveria ser "mais prudente" na política externa e fazer coisas mais eficazes. "Na própria América do Sul, onde tínhamos uma posição de liderança inconteste, hoje não é assim. Não deveria ter deixado tanto protagonismo a Hugo Chávez. O Brasil perdeu espaço", afirmou. E completou: "Poderia ter evitado a desapropriação da Petrobrás, dada a influencia que Lula tinha sobre Evo Morales."

Jamil Chade,

24 de janeiro de 2011 | 04h14

Tudo o que sabemos sobre:
FHCAmérica do SulPolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.