Para mãe de Madeleine, resgate de austríaca lhe 'dá esperanças'

O desaparecimento da britânica que estava em férias em Portugal vai completar um ano neste sábado

Da BBC Brasil, BBC

02 de maio de 2008 | 07h05

A britânica Kate McCann disse que o resgate de Elisabeth Fritzl, que passou 24 anos em um porão da Áustria, lhe dá esperanças de encontrar a própria filha, Madeleine, viva. "(O caso) prova que as pessoas podem simplesmente desaparecer, não? Mas elas ainda estão aí - e você deve a essa pessoa continuar procurando. Dá esperança. É horrível pensar na quantidade de tempo, mas o fato de que Elisabeth foi encontrada dá esperança", disse Kate McCann ao jornal britânico The Sun, para marcar um ano do desaparecimento da filha.   Veja também:   Veja a cronologia do desaparecimento de Madeleine McCann"Pode ser hoje, pode ser amanhã, pode ser na próxima semana. Você simplesmente tem que se apegar a essa esperança", afirmou Kate. Madeleine McCann desapareceu no dia 3 de maio do ano passado de um apartamento em um resort na Praia da Luz, na região do Algarve, em Portugal, onde a família passava férias. Na entrevista ao jornal, Kate disse acreditar firmemente que a filha ainda está viva. "É uma sensação. Madeleine simplesmente parece estar muito perto", afirmou. Kate and Gerry McCann contaram ter visitado um centro para crianças desaparecidas nos Estados Unidos e que os dados são encorajadores. "A evidência nos Estados Unidos é que quanto mais jovem a criança, é menos provável que ela seja ferida seriamente ou morta. (...) Você começa a pensar quantas pessoas não são encontradas nunca e são tidas como mortas, mas, na verdade, estão sendo criadas em algum lugar", disse Gerry McCann. "É assustador pensar em Natascha Kampusch (que conseguiu escapar depois de oito anos em cativeiro na Áustria) e Shawn Hornbeck (encontrado nos Estados Unidos depois de quase cinco anos desaparecido) - oito e quatro anos e meio", disse Gerry. "A última coisa que nós queremos é que Madeleine se torne uma estatística - uma criança desaparecida que, por ser tão jovem, pode acabar crescendo em um outro ambiente e nunca ser recuperada", afirmou Gerry McCann. Gerry and Kate McCann foram formalmente declarados suspeitos pela polícia portuguesa, mas negam qualquer envolvimento no desaparecimento da filha.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.