Para pedagogos, escola deve estar alinhada com família

Pedagogia Waldorf, linha montessoriana, construtivismo, escola tradicional, pragmatismo... Esses são alguns termos com os quais os pais se deparam na hora de escolher a escola dos filhos. Mas, afinal, qual tendência pedagógica traz mais resultados de aprendizagem? A resposta dada por especialistas em educação é simples: basta visitar as escolas, ao lado do futuro aluno. O colégio no qual a família sentir-se mais à vontade e tiver maior identificação será a escolha certa. Para facilitar o entendimento dos pais quanto aos termos do ?pedagogiquês?, a coordenadora do curso de pedagogia da Faculdade Sumaré, Rosemary Soffner , explica que as chamadas tendências pedagógicas podem ser agrupadas como construtivistas e não construtivistas. ?A grande diferença entre esses dois grupos é a forma como vêem o conhecimento?, explica.Nas escolas não construtivistas, o conhecimento está pronto e os seus desdobramentos são as chamadas escolas tradicionais e as behavioristas. ?Nesses modelos o aluno não interfere na construção do conhecimento, tem o papel mais passivo.? O construtivismo, segundo a educadora, não é uma pedagogia, mas uma teoria. ?O conhecimento é construído considerando os saberes historicamente acumulados. Ninguém nega a física ou química. É nesse grupo que surgem as várias tendências pedagógicas como Waldorf e Montessori.? A professora aposentada do Instituto de Física da USP Gita Guinsburg, diretora do colégio construtivista I.L. Peretz, cita um exemplo de como a escola tem de estar alinhada à filosofia da família. ?Se o aluno em fase de alfabetização escreve lousa com ?z?, não vamos corrigir. Entendemos que ele avançou no fato de a pronúncia da palavra ser semelhante à letra ?z?, está construindo conhecimento.? As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.