Paracetamol pode diminuir risco de câncer de ovário

Um comprimido de paracetamol por dia pode ajudar a prevenir o câncer de ovário, segundo um estudo publicado no último número da revista British Journal of Clinical Pharmacology.Os cientistas da Universidade de Atenas, autores da pesquisa, observaram 4 mil mulheres e concluíram que a ingestão de doses regulares de paracetamol pode diminuir o risco em um terço.Não é a primeira vez que o paracetamol é relacionado com esse tipo de tumor. Os pesquisadores gregos analisaram os resultados de oito estudos anteriores feitos no Reino Unido, Estados Unidos e Dinamarca entre 1966 e 2004, confirmando os efeitos preventivos.Os cientistas defenderam mais pesquisas nessa área, argumentando que a "quimioprevenção", ou seja, a administração de substâncias químicas naturais ou sintéticas para evitar o desenvolvimento de um câncer, seria um grande avanço na saúde pública.Eles avisaram, porém, que o paracetamol pode causar a longo prazo efeitos indesejáveis no fígado e nos rins.

Agencia Estado,

07 de julho de 2006 | 13h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.