Paralisação afeta 24 linhas de ônibus em São Paulo

Motoristas e cobradores da Viação Novo Horizonte, responsável por 24 linhas de ônibus na zona leste de São Paulo, suspenderam suas atividades na madrugada desta quinta-feira, 18. A paralisação dos funcionários, iniciada por volta das 3h30, impede a saída de cerca de 330 coletivos da garagem da empresa. As linhas que não circulam nesta manhã atendem principalmente a região de Cidade Tiradentes. O Terminal Tiradentes é o mais prejudicado.

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 09h05

Os trabalhadores reivindicam o pagamento de horas extras, que estaria atrasado. Uma negociação com representantes da empresa está prevista para o final da manhã, mas até as 8h45 não havia previsão de término para o protesto.

Cerca de 200 mil usuários são afetados pela paralisação. A São Paulo Transportes (SPTRans) acionou o Plano de Apoio entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) na região. Em nota, a SPTRans informou que 80 ônibus das viações Sambaíba, Via Sul e VIP Transportes foram deslocados para atender seis das 24 linhas paralisadas.

Mais conteúdo sobre:
paralisaçãoônibusSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.