Parentes lembram 1 ano da morte de Isabella com missa

Uma missa realizada na manhã de ontem na Igreja Nossa Senhora dos Prazeres, na zona norte de São Paulo, lembrou o primeiro ano da morte de Isabella Nardoni, de 5 anos. Quinhentas pessoas, entre parentes e amigos, compareceram à cerimônia celebrada pelo padre Humberto de Carvalho, o mesmo que havia batizado a menina, na Paróquia São Francisco Xavier, no Jardim Japão.

AE, Agencia Estado

30 de março de 2009 | 09h08

Isabella morreu ao ser jogada da janela do apartamento onde moravam o pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá. Acusado do assassinato da criança, o casal está preso há 11 meses nos presídios de Tremembé, a 147 km da capital e deve ir a júri popular.

A mãe de Isabella, Ana Carolina Oliveira, assistiu à missa na primeira fila, ao lado dos pais e na companhia de Massataka Ota, pai de Ives Ota, sequestrado e morto aos 8 anos, em setembro de 1997. Assim como a mãe, várias pessoas usavam uma camiseta com a foto de Isabella e os dizeres ?para sempre nossa estrelinha?. ?É um dia difícil, mas a gente supera?, disse Ana Carolina. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
caso Isabellamissa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.