Paris vai investir R$ 490 mi para triplicar vias exclusivas em 5 anos

Para enfrentar os picos de poluição em Paris, que preocupam cada vez mais a opinião pública, a prefeitura da capital da França anunciou um projeto de ? 150 milhões (R$ 490 milhões) para triplicar, até 2020, a extensão das ciclovias. A administração pública vai instalar garagens para bicicletas em grandes estações de metrô e de trem, generalizar a limitação da velocidade dos automóveis a 30 km/h e transformar a cidade na "capital mundial das bicicletas".

ANDREI NETTO, Estadão Conteúdo

11 Abril 2015 | 08h21

O objetivo é fazer das duas rodas um modal de transporte complementar das redes de metrô, de tramway e de ônibus e reduzir o espaço dos veículos particulares. O projeto será avaliado na terça-feira pelo Conselho Municipal, e tem apoio até da oposição. O projeto começou a ser discutido em 2014 e toma por base 7 mil sugestões. A ideia é triplicar o número de trajetos domicílio-trabalho realizados em Paris, elevando de 5% para 15% a participação de bicicletas no transporte da capital nos próximos cinco anos.

Para tanto, a prefeitura projeta duplicar a rede de ciclovias, passando de 700 quilômetros para 1,4 mil quilômetros. Uma rede de trânsito expresso será criada, cortando a cidade de norte a sul e de leste a oeste, além de outra às margens do Rio Sena, que atravessa a cidade.

Grandes artérias, como Boulevard Sébastopol e Rue de Rivoli, terão parte das pistas convertida exclusivamente para as bicicletas, ampliando a segurança dos 225 mil ciclistas locais.

O projeto de investimentos prevê ? 63 milhões para novas pistas, ? 40 milhões em reformas, ? 10 milhões para compra de bicicletas, bicicletas elétricas, triciclos e de carga e ? 7 milhões para a construção de 10 mil vagas em estacionamentos. Em grandes estações de metrô e trens, como Montparnasse e Lyon, haverá planos de estacionamento de ? 5 por mês para guardar bicicletas 24 horas.

Automóveis. Além de estimular o uso de bicicletas, a administração pública também tenta desestimular o uso de automóveis. Um total de ? 30 milhões serão investidos para ampliar o "Paris a 30 km/h". "Daremos o espaço dos automóveis para as bicicletas", disse o secretário de Transportes, Christophe Najdovski, do movimento Partido Verde (EELV). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Paris ciclovias investimentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.