Parlamentar pede saída de Cameron de liderança de partido

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pode ser retirado da liderança dos Conservadores para impedir que o partido perca poder na próxima eleição nacional, alertou neste domingo uma legisladora da ala direitista da legenda, após uma grande derrota em eleições locais.

REUTERS

06 Maio 2012 | 11h34

A legisladora Nadine Dorries fez seu pedido público em um artigo publicado em um jornal neste domingo, enquanto Cameron luta para manter seu governo de coalizão unido após o pior mês em seus dois anos de mandato.

Um orçamento mal apresentado e que aparentava favorecer os ricos, o retorno da Grã-Bretanha à recessão e a perda de 405 assentos nas eleições regionais de quinta-feira convenceram alguns conservadores de que Cameron e seu ministro das Finanças, George Osborne, não possuem a competência e a estratégia necessárias para vencer a eleição nacional, em 2015.

Dorries, que descreveu Cameron e Osborne no último mês como "dois garotos mimados" que não sabem o preço do leite, afirmou que Cameron pode ter sua liderança contestada até o Natal.

"Cameron e Osborne devem saber: os membros conservadores do Parlamento não vão vacilar sobre a perda de seus assentos", escreveu Dorries no Daily Mail deste domingo.

Embora Osborne tenha ignorado os comentários, Dorries disse que apenas 46 dos 305 legisladores conservadores na Câmara dos Deputados são necessários para pedir uma eleição de liderança.

"Eu digo que essas assinaturas já estão chegando e alcançarão 46 até o Natal", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
INGLATERRA ELEICOES CAMERON*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.