Parlamentares pedem anistia a 72 alunos

O reitor da USP, João Grandino Rodas, se reuniu ontem com parlamentares que pediram anistia aos 72 alunos denunciados pelo Ministério Público por formação de quadrilha e dano ao patrimônio público, entre outras acusações, por uma ocupação da reitoria em 2011.

O Estado de S.Paulo

12 de março de 2013 | 02h08

Os processos administrativos dentro da USP já foram encerrados, com punições brandas, mas os políticos acreditam que a anistia pressionaria a promotoria. "As punições são fator de intimidação e se a reitoria recua, desarma o Ministério Público", disse o deputado federal Ivan Valente (PSOL), ao lado do deputado Paulo Teixeira e do senador Eduardo Suplicy, ambos do PT. Não houve resposta do reitor, que prometeu analisar as reivindicações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.