Partido da República anuncia apoio formal à reeleição de Dilma

O PR (Partido da República) anunciou nesta segunda-feira seu apoio formal à candidatura de Dilma Rousseff, garantindo mais tempo na propagando eleitoral gratuita no rádio e na TV da presidente que busca a reeleição em outubro.

REUTERS

30 Junho 2014 | 11h25

Na semana passada, Dilma cedeu à pressão do PR pela troca do ministro dos Transportes. Embora César Borges seja do partido, a direção da legenda fez chegar a presidente que ele não representava mais o PR no governo.

Quem assumiu em seu lugar foi o ex-ministro Paulo Sérgio Passos, que presidia a estatal Empresa de Planejamento e Logística (EPL). O curioso é que Passos também deixou o Ministério dos Transportes por pressão do PR. Borges foi para a Secretaria de Portos.

O troca-troca foi visto como uma manobra para garantir o apoio formal do PR a Dilma na disputa nacional, o que foi confirmando nesta manhã.

"O gesto do governo... colocando um outro ministro, que também não é indicação nossa, é escolha da presidenta, fez com o que o partido entendesse a boa vontade do governo e fizesse a opção de apoiá-la", disse a jornalistas o presidente nacional do PR, senador Alfredo Nascimento (AM), ele próprio ex-ministro dos Transportes.

A decisão foi tomada pela Comissão Executiva Nacional do PR, com 23 votos favoráveis e apenas um contrário. Segundo Nascimento, o apoio do partido garante a Dilma 2 minutos e 16 segundos no horário eleitoral gratuito.

(Por Maria Carolina Marcello)

Mais conteúdo sobre:
POLITICAPRAPOIADILMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.