Passarinhos têm noção de necessidade futura, sugere estudo

Alguns pássaros reconhecem a noção de futuro e fazem planos para o amanhã, descobriram pesquisadores da Universidade de Cambridge. De acordo com o estudo, publicado na revista Nature, um tipo de pássaro azul, o Aphelocoma californica, acumula alimentos, caso acredite que faltará comida no futuro.Planejar tendo em vista dificuldades futuras é uma perícia complexa que, acreditava-se, pertencia unicamente aos seres humanos. Experimentos com vários tipos de animal mostraram que muitas outras espécies são incapazes de abstrair o presente e a motivação atual. Algumas vezes, animais exibem comportamentos que parecem envolver algum tipo de antecipação, mas esses sinais são ou meramente instintivos - como a construção de um ninho - ou estimulados por necessidade imediata.Para separar casos de ação instintiva do planejamento real, a equipe do pesquisador Nicky Clayton, usou oito pássaros que, a cada manhã, eram conduzidos a um compartimento "com desjejum" ou a outro, "sem desjejum". Todos eram livres para comer a vontade no restante do dia. Depois de diverso dias, os pássaros passaram a receber, à noite, castanhas que poderiam ser guardadas para comer mais tarde. Prevendo uma manhã sem desjejum, os pássaros, consistentemente, passaram a esconder as castanhas no compartimento "sem desjejum", e não no "com desjejum", mostrando, segundo os pesquisadores, uma compreensão da necessidade futura.Em uma experiência semelhante, os pássaros foram alimentados ou com ração de cachorro, ou com amendoim. Quando tinham a oportunidade de selecionar e guardar comida, eles mais uma vez deram sinais de entender a necessidade futura - no caso, o desejo de uma dieta variada - e passaram a esconder amendoim no compartimento da ração, e ração, na do amendoim.

Agencia Estado,

21 de fevereiro de 2007 | 17h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.