Pastores luteranos gays são readmitidos

ESTADOS UNIDOS

, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2010 | 00h00

Um casal de pastores da maior congregação luterana dos Estados Unidos teve sua reintegração anunciada ontem, oito meses após uma votação permitir a presença de homossexuais em relacionamentos monogâmicos no clero. "Acho que a igreja viu os dons e as habilidades de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros", afirmou um readmitidos, o reverendo Bradley Schmeling.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.