Paulista espera 2 milhões em show de fogos e música

Para garantir segurança, PM mobiliza 1.550 homens, incluindo poliglotas; litoral também tem suas atrações

Cristiane Bomfim, O Estadao de S.Paulo

31 Dezembro 2009 | 00h00

O Metrô e os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) são as melhores alternativas para quem pretende passar o réveillon na Avenida Paulista. Para transportar cerca de 2 milhões de pessoas que devem participar da festa a partir da 20h30 de hoje, os dois sistemas estenderão o horário de funcionamento até a madrugada de amanhã. A estação Trianon-Masp, da Linha 2-Verde, porém, será fechada às 19 horas de hoje e reaberta às 4h40 de amanhã.

A cantora Pitty será a primeira a se apresentar. Na sequência, sobem ao palco de 800 metros quadrados Dudu Nobre e Maria Rita. O show de Edson e Hudson está marcado para as 23h10. A dupla sertaneja, que será desfeita amanhã, promete uma surpresa. Ela deixa o palco minutos antes da queima de fogos, que terá duração de 15 minutos. Aliás, a organização do evento promete 100 mil tiros de morteiro e 6 mil bombas multicoloridas. Para colorir mais a festa, serão lançados 5 milhões de confetes metalizados.

Martinho da Vila será o primeiro a se apresentar no primeiro dia de 2010. Depois é a vez dos irmãos Kiko, Leandro e Bruno, do KLB, cantarem sucessos dos Beatles. O encerramento ficará sob responsabilidade da escola de samba Mocidade Alegre - campeã do carnaval de 2009. Cada show terá duração de aproximadamente 40 minutos, segundo a organização.

Para garantir a segurança de quem vai participar da festa, a Polícia Militar terá efetivo de 1.550 homens na região da Paulista. Desses, 1.200 estarão na extensão da avenida. O restante ficará disposto nos arredores e próximos às estações de metrô "para evitar que exaltadinhos arrumem confusão no fim da festa", afirma o coronel da PM Marcos Roberto Chaves da Silva, comandante de policiamento da região central.

O monitoramento da Paulista também será feito por 16 câmeras e transmitido ao vivo por 16 televisores na sala de comando da PM, montada no casarão de número 1.198 da avenida. "Assim, em qualquer ocorrência, fica mais rápido o acesso do policial", explica. O comércio ambulante na região está proibido.

Os turistas estrangeiros também não terão problema na hora de se comunicar com a PM. Haverá policiais que falam inglês, francês, espanhol e japonês. Eles terão grudados nos coletes bandeiras dos idiomas em que têm fluência.

FESTA NO LITORAL

As cidades da Baixada Santista terão apresentações musicais e queima de fogos de artifício durante 15 minutos para alegrar quem não dispensa a tradição de pular as sete ondinhas na virada. Em Santos, a prefeitura programou dez pontos de queimas de fogos - sete próximos a orla. A programação musical será realizada das 21 horas às 2 horas, com shows de bandas e orquestras da região.

Em São Vicente, o destaque da festa é o show gratuito do cantor Alexandre Pires, na Praia do Itararé, a partir da 21 horas. Haverá ainda um ponto de fogos fixo na Fortaleza da Barra, no Guarujá, onde são esperadas 1 milhão de pessoas na orla. A cidade, porém, não terá shows. No litoral sul, Praia Grande e Itanhaém terão apresentação musical, mas não investiram em show pirotécnico.

COLABOROU REJANE LIMA

PROGRAMAÇÃO

São Paulo

Martinho da Vila, com o show de samba Carnaval

do Martinho, em que apresentará o samba enredo da Vila Isabel em 2010, que homenageia Noel Rosa

Pitty

Dudu Nobre

Maria Rita

KLB

Escola de samba Mocidade Alegre, campeã do carnaval

paulista em 2009

Rio de Janeiro

Palco principal

Orquestra Petrobrás Sinfônica (18 horas)

Paralamas do Sucesso, com convidado especial Carlinhos Brown (20h05)

Lulu Santos (22h05)

Arlindo Cruz, com Fundo Quintal (0h15)

Palco secundário

Ed Motta (20h05)

Bangalafumenga, com Maria Gadú (21h20)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.