Paulo Bernardo confirma convite para integrar futuro governo

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, confirmou nesta quarta-feira ter recebido convite para integrar o governo de Dilma Rousseff. Ele não informou o cargo e disse que há "mais de uma opção" para seu ingresso.

REUTERS

24 de novembro de 2010 | 10h51

Bernardo também confirmou que a coordenadora na Casa Civil do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Miriam Belchior, o sucederá na pasta do Planejamento.

"Ela (Dilma) me fez um convite para participar do governo, mas um convite genérico. Tem mais de uma opção e, portanto, não queria definir isso agora", disse Bernardo a jornalistas ao deixar encontro de cerca de duas horas com a presidente eleita na residência da Granja do Torto.

"Ela me informou das escolhas que ela está fazendo. A nossa Miriam Belchior vai para o Planejamento", acrescentou.

Paulo Bernardo não confirmou a expectativa de que o anúncio oficial da futura equipe econômica será feito nesta quarta-feira. "Ela tem um tabuleiro para montar com as peças, então ela precisa completar primeiro o lego antes de anunciar", disse o ministro.

(Reportagem de Bruno Peres; Edição de Carmen Munari)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAPAULOBERNARDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.