Peças desparafusadas

Ele não gosta de nada, mas vai ao cinema assim mesmo

O cri-crítico, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2012 | 03h15

Percebi que algo estava confuso no Cinemark do Shopping D assim que cheguei. A meia hora do início da primeira projeção da terça, a assistência técnica ainda mexia nos computadores. Quando perguntado sobre a previsão de abertura dos guichês, o encarregado era conciso: "logo". E os terminais de auto-atendimento também estavam inoperantes. Fui comer e voltei vinte minutos depois quando tinham acabado de vender as primeiras entradas. Uma pequena fila levou tanto tempo para ser atendida pela única funcionária que, quando a sessão deveria começar, eu ainda não havia comprado o ingresso para 'Rock of Ages - O Filme'. Como as salas ficam um andar acima da bilheteria, subi afobado as escadas rolantes. O atraso serviu para que eu não perdesse os trailers. A sala 10 não está entre as mais modernas, mas é confortável, com a poltrona de couro dos complexos mais novos da rede. E a projeção é decente também. No fim, outro inconveniente mostrou que o problema ali é operacional e não estrutural. Como demoraram para abrir a porta de saída, algumas pessoas foram pelo lado errado e precisaram retornar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.