Pedido de cassação de Cunha avança; veja no 'Estadão Noite'

Pedido de cassação de Cunha avança; veja no 'Estadão Noite'

Edição para smartphones e tablets, publicada de segunda a sexta, tem nova versão; baixe GRÁTIS

O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2016 | 20h15

Cunha está a um passo de perder o mandato. E uma nuvem negra paira sobre a cúpula do PMDB. Um resumo desta e das principais notícias do dia está no ‘Estadão Noite’, publicação do Estado exclusiva para smartphones e tablets, em nova versão, totalmente remodelada. 

Agora, a edição publicada de segunda a sexta-feira, sempre às 20h, traz os principais acontecimentos, valorizando a curadoria de conteúdo. Com um design moderno e arrojado, o produto é voltado para os leitores que querem se atualizar e não dispõem de muito tempo.

Para acessar o ‘Estadão Noite’ é preciso baixar o aplicativo ‘Estadão - Edição Digital’, disponível gratuitamente nas lojas de aplicativos Google Play e App Store. Mesmo quem não é assinante da edição digital do Estado pode ter acesso, de graça e por tempo limitado, ao ‘Estadão Noite’.

Aplicativo. Por meio do app, os leitores podem comprar e ler todas as edições impressas do jornal em formato digital, incrementadas com recursos interativos. Sempre que uma nova edição fica disponível, o usuário é notificado. Quem já é assinante pode baixar as edições digitais do jornal para ler quando estiver sem conexão com a internet. Quem ainda não assinou o jornal pode comprar edições avulsas por meio do aplicativo.

Além do ‘Estadão Noite’, o usuário também pode conferir o ‘Estadão Premium’, que traz para dispositivos móveis o jornal impresso na íntegra, com complementos informativos, como galerias de fotos e botões que redirecionam o leitor para o portal.

Pioneiro na tendência de consumo de notícias em dispositivos móveis, o Estado foi o primeiro jornal brasileiro a ter uma versão específica para tablets, lançada em abril de 2010, mesmo dia em que o iPad chegou às lojas dos EUA.

Tudo o que sabemos sobre:
PMDBEstadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.