Pedófila que atacava crianças em banheiros é condenada

Mulher que confessou ter abordado crianças de 4 a 7 anos durante 30 anos passará 4 anos na prisão.

BBC Brasil, BBC

15 Dezembro 2009 | 09h21

Uma britânica de 46 anos definida pela polícia como uma "pedófila predadora" foi condenada à prisão após ter admitido abusar sexualmente de crianças.

Carol Clarke confessou que, durante 30 anos, abordou crianças com idades entre 4 e 7 anos, em banheiros públicos na cidade de Grimsby e em vilarejos próximos.

Apesar de ter recebido uma sentença indeterminada, ela deve passar pelo menos quatro anos na prisão.

Segundo o juiz do caso, ela só receberá liberdade condicional quando não for mais um risco para crianças e para a população.

Mulheres pedófilas

O investigador de polícia Stewart Watson disse que casos de "pedófilos predadores", como Clarke, são raros.

"Especialistas concordam que as mulheres cometem apenas uma pequena fração dos casos de abuso sexual de crianças, mas como se sabe pouco sobre essas criminosas, fica difícil ser preciso", afirmou.

Clarke, que estudou na Universidade de Cambridge, foi definida pelo juiz como sendo "uma mulher claramente inteligente" que poderia ter evitado alimentar seu interesse por crianças.

Ela foi descoberta depois de confessar os crimes a uma psicóloga, que a denunciou. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.