Nasa/Reuters
Nasa/Reuters

Pedras sugerem que houve água corrente em Marte

Imagens da Nasa indicam um canal de água corrente com cerca de 1 metro de profundidade

O Estado de S.Paulo,

28 de setembro de 2012 | 03h05

O robô Curiosity, da agência espacial dos Estados Unidos (Nasa), tirou fotos de uma formação rochosa em Marte que sugere a existência prévia de um canal de água corrente, com cerca de 1 metro de profundidade.

Um dos motivos para a conclusão dos cientistas é a forma arredondada das pedras no local, que teria sido provocada por água. Além disso, elas são grandes demais para terem sido movidas pelo vento. Segundos os cientistas, é a evidência mais convincente de que já existiu água corrente no planeta vermelho.

"Houve uma corrente vigorosa na superfície de Marte", afirmou o cientista-chefe John Grotzinger. A descoberta não é uma completa surpresa, já que o local onde o Curiosity pousou foi escolhido porque já se suspeitava disso. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.