Peixe gordo se pesca na madrugada

O mar de São Paulo abre oficialmente às 2 da madrugada. De terça a sábado ele deságua no rio Pinheiros, na Ceagesp (o entreposto estadual de abastecimento), trazendo cerca de 150 toneladas diárias de pescado. Para quem não conhece ''''a praia'''', que também tem horário de fechamento (6h), ela se divide entre o Pátio Central e a Praça da Sardinha. É nesses dois espaços que feirantes e donos de restaurantes vão buscar seus peixes, conta Hideki Fuchikami. Ele está sempre no ''''corpo a corpo'''' com fornecedores para garantir a ''''reserva especial''''. No Pátio Central, onde a maioria dos 56 permissionários (o nome oficial dos atacadistas) se concentra, estão as estrelas do mercado: atum, salmão, cação. Já a Praça da Sardinha, como pouco esconde o nome, é o local da sardinha, de peixes menores e ainda espécies de água doce. Esse mar não é só para profissionais: é aberto ao público, desde que a compra atinja a quantidade mínima estipulada . ''''Mas os mais gordos já têm dono'''', avisa Hideki. ONDE COMER Aizomê - Al. Fernão Cardim, 39, Jd. Paulista, 3251-5157. Uma dupla de sushi feita com torô do atum bati (bigeye) sai a R$ 18,20. Hideki - R. dos Pinheiros, 70, Pinheiros, 3083-7744. O par de sushi de torô varia entre R$ 15 e R$ 20, e 20 fatias de sashimi custam R$ 120. O atum é bati. Jun Sakamoto - R. Lisboa, 55, Pinheiros, 3088-6019. Torô (atuns bati e yellowfin), só dentro do menu-degustação, de R$ 210. Kosushi - R. Viradouro, 139, Itaim-Bibi, 3167-7272. Par de sushi com torô (atum bati) a R$ 17. Original Shundi - R. Dr. Mário Ferraz, 490, Itaim-Bibi, 3079-0736. O sashimi do torô de atum bati sai a R$ 8. Shundi e Tomodachi - R. Dr. Mário Ferraz, 402, Itaim-Bibi, 3078-6852. O sashimi do torô sai a R$ 10 (atum bati). Sushi Lika - R. dos Estudantes, 152, Liberdade, 3207-7435. Sashimi de torô do atum bati: R$ 6. (Preços e disponibilidade mediante consulta prévia).

Luiz Henrique Ligabue, O Estado de S.Paulo

19 Julho 2007 | 05h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.