Peixe pré-histórico tinha mordida mais forte que o tubarão

Cientistas em Chicago, Estados Unidos, que recriaram a mandíbula de um peixe pré-histórico, afirmam acreditar que o peixe tinha uma mordida mais forte do que qualquer outra criatura marinha que tenha existido, inclusive o tubarão.Os pesquisadores publicaram a pesquisa na revista científica Biology Letters, da Sociedade Real Britânica. A equipe usou o crânio fossilizado do peixe, conhecido como Dunkleosteus terrelli, para construir um modelo de sua cabeça. E concluíram que a força da mordida deste peixe podia chegar a cinco mil quilos.Os cientistas também descobriram que a criatura - coberta com placas duras parecidas com uma blindagem e que pesava até 3,5 toneladas - poderia fechar sua mandíbula a uma velocidade incrível e comer qualquer outra criatura no oceano.Segundo os pesquisadores este peixe era cerca de duas vezes mais poderoso do que o mais forte predador dos mares nos dias atuais, o grande tubarão branco. A força da sua mordida colocaria o peixe no mesmo nível do dos maiores "mordedores" de todos os tempos, como o dinossauro Tyranossaurus rex.O Dunkleosteus terrelli viveu há mais de 360 milhões de anos. Sucção Mais surpreendente é o fato de que o Dunkleosteus também poderia abrir sua boca muito rapidamente, precisando apenas de um quinze-avos de segundo, o que criava uma força de sucção muito forte, puxando as vítimas para sua boca."Este peixe fortemente blindado era rápido na abertura da mandíbula e muito poderoso durante o fechamento da mandíbula", disse o co-autor da pesquisa Mark Westneat, curador do setor de peixes do Museu Field, de Chicago."Isto é possível devido à engenharia única de seu crânio, e aos diferentes músculos usados para abrir e fechar (a mandíbula)."Geralmente um peixe tem uma mordida forte ou uma mordida rápida, mas não reúne ambas as caracter´siticas. Para determinar a força da mordida, os cientistas usaram o crânio fossilizado de um Dunkleosteus terrelli para recriar a musculatura do antigo peixe. Este modelo biomecânico mostrava a força e o movimento da mandíbula.O peixe era um placodermo, um grupo diferente de peixe com placas que formavam uma espécie de blindagem, que dominaram ecossistemas aquáticos durante o Período Devoniano, que ocorreu entre 415 milhões e 360 milhões de anos atrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.