ED FERREIRA /AE
ED FERREIRA /AE

PERFIL: Henrique Alves tem 44 anos de mandatos na Câmara

Filho de político, o ex-ministro do Turismo de Dilma Rousseff e de Michel Temer entrou para a Câmara dos Deputados com 21 anos

Leonardo Pinto*, O Estado de S.Paulo

07 Junho 2017 | 01h24

Hoje com 68 anos, Henrique Eduardo Alves estreou cedo na política. Aos 21, se elegeu deputado federal pelo MDB (atual PMDB-RN). Desde então, foram 11 mandatos consecutivos. Bom articulador, foi cogitado à vice de José Serra (PSDB-SP), em 2002, mas teve seu nome riscado após denúncia de sua ex-mulher, de conta ilegal no exterior. Em 2013, suspeitas de contas ilícitas não o impediram de chegar à presidência da Câmara dos Deputados.

Disputou e perdeu o governo do Rio Grande do Norte em 2014. A proximidade com Michel Temer rendeu o convite, em 2015, de Dilma Rousseff ao Ministério do Turismo. Porém, sua saída da pasta foi um dos símbolos do rompimento do PMDB com o governo do PT, ao entregar uma carta de demissão a Dilma, em março de 2016.

Alves voltou à Esplanada dos Ministérios após o impeachment da Dilma, mas em junho saiu novamente do Ministério do Turismo. Desta vez, por causa da Operação da Lava Jato, após delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que afirmou à Procuradoria-Geral da República o repasse de R$ 1,55 milhão ao peemedebista.

Família de políticos. Nascido no Rio, Alves pertence a uma família tradicional potiguar. O avô, Manoel Alves, foi, na década de 1930, prefeito da cidade de Angicos, interior do Rio Grande do Norte – reduto inicial da família que se tornaria a mais influente na política potiguar.

O pai de Henrique, Aluísio Alves, seguiu o mesmo caminho e alçou voos ainda mais altos: foi deputado federal (PMDB), governador do Rio Grande do Norte (1961-1966) e ministro nos governos de José Sarney e Itamar Franco.

*ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.