Perita judicial é morta com 2 tiros em loja de SP

Dono de ótica onde mulher foi morta é suspeito e está foragido

AE, Agência Estado

19 Dezembro 2008 | 08h34

Uma perita judicial de 44 anos foi morta a tiros dentro de uma ótica no 5º andar de um prédio comercial na Rua Manuel Borba, em Santo Amaro, zona sul da capital paulista. Segundo a Polícia Militar, Célia Maria foi ao local por volta das 10 horas para fiscalizar documentos da empresa, por ordem da Justiça do Trabalho. Ela teria sido recebida pelo dono da loja, José Correia Neto, de 50 anos, ao meio-dia. Por volta das 15h30, funcionários ouviram tiros e ligaram para polícia e o Corpo de Bombeiros. Quando chegaram ao local, a vítima já estava morta. Ela levou dois tiros no peito. O dono da ótica não foi encontrado no local do crime. Ele teria saído momentos após os tiros, com as mãos levantadas, afirmando que não havia nenhum problema dentro da loja. Depois, seguiu para o térreo do prédio e não foi mais encontrado. Ele é considerado suspeito e está foragido.

Mais conteúdo sobre:
violência SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.