Perseguido pela polícia, jovem pula da Ponte Rio-Niterói

Ele acabou sendo autuado por porte de drogas, junto com irmã, após ser resgatado pela PM

Pedro Dantas, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2008 | 19h06

O medo da polícia fez um rapaz se jogar ao mar, de uma altura de pelo menos 40 metros, na Ponte Rio-Niterói. Sem habilitação, Jorge Luís Nunes dos Santos, de 23 anos, foi em uma moto Pop 100 com a irmã Priscila Nunes dos Santos, de 24 anos, comprar drogas em uma das favelas do Complexo de Manguinhos, na zona norte da capital carioca. Ao sair com a droga, foi perseguido por uma viatura do 22º Batalhão de Polícia Militar. Em pânico, ele acelerou e entrou pela ponte e na altura do km 329, parou a moto, abandonou a irmã e saltou na Baía de Guanabara. Santos sobreviveu à queda, mas sem saber nadar ficou agarrado a uma pedra e foi resgatado meia hora depois por uma lancha do Grupamento Aeromarítimo da Polícia Militar. Abandonada pelo irmão na ponte, Priscila foi presa com três pedras de crack e uma trouxinha de maconha. Os dois moram com a família na Favela do Sapão, em Niterói, região metropolitana do Rio. Funcionário de um lava-jato naquela cidade, o rapaz foi reconhecido por um inspetor da 21ª Delegacia de Polícia de Bonsucesso, na zona norte, onde o caso foi registrado. Aos policiais, o jovem teria dito que "pulou no desespero" e prometeu "parar de fumar". Os irmãos confessaram que são usuários de maconha, foram autuados por porte de drogas e liberados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.