Pesquisa aponta vício em celulares entre australianos

Eles podem ficar sem comida ou com o guarda-roupa vazio, mas não sem celular, descobriu uma pesquisadora australiana , que constatou que alguns de seus conterrâneos são viciados no aparelho. A pesquisa ouviu 2.500 usuários de celulares e foi realizada pela especialista em comportamento do consumidor da Universidade de Tecnologia de Queensland, Diana James. A pesquisadora, que se descreve como uma ex-viciada, afirmou que os usuários de celular julgam a si mesmos e os outros pelo tipo de aparelho que usam. Alguns dos entrevistados informaram que estavam ficando com a despensa e o guarda-roupa vazios e sem livros didáticos da universidade para poderem pagar as contas de celular. "Eu tive de parar de usá-lo completamente antes de voltar a utilizá-lo com responsabilidade", afirmou ela.

Agencia Estado,

02 Fevereiro 2007 | 15h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.